Artigo E-book VI JOIN

E-books

ISBN: 978-65-86901-04-7 

Visualizações: 354
MELÃO-DE-SÃO-CAETANO (MOMORDICA CHARANTIA L.) E SUA IMPORTÂNCIA NA SEGURANÇA ALIMENTAR E PROFILAXIA DAS DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS (DCNT)

Palavra-chaves: MOMORDICA CHARANTIA, MELÃO-DE-SÃO-CAETANO, ANTIOXIDANTE, , E-book AT 10: Nutrição

Resumo

O CONSUMO DE ESPÉCIES DA FAMÍLIA CUCURBITÁCEA ESTÁ BEM ESTABELECIDO QUANTO A INGESTÃO SEGURA DESTINADO À ALIMENTAÇÃO HUMANA. PORÉM ALGUNS REPRESENTANTES AINDA SÃO POUCO RECONHECIDOS QUANTO AO VALOR NUTRICIONAL E COMPROVADA PROPRIEDADE FUNCIONAL. NESSA CATEGORIA TEMOS AS PLANTAS ALIMENTÍCIAS NÃO CONVENCIONAIS (PANC), CULTIVARES QUE NECESSITAM DE POUCOS TRATOS AGRONÔMICOS, COM OFERTA ESPONTÂNEA E MAIS AINDA ASSIM, TÃO NEGLIGENCIADOS NO CONSUMO. DIANTE DOS ACHADOS ESTE TRABALHO TEVE O OBJETIVO DE ESCLARECER A IMPORTÂNCIA DA MOMORDICA CHARANTIA L. NA SEGURANÇA ALIMENTAR E PROFILAXIA DAS DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS. PARA TANTO, FOI REALIZADO UMA REVISÃO DE LITERATURA ELABORADA ATRAVÉS DE CONSULTAS A BANCOS DE DADOS ACADÊMICOS COMO SCIELO, LILACS, NCBI E PUBMED, UTILIZANDO OS DESCRITORES "MOMORDICA CHARANTIA L. ", "ATIVIDADE ANTIOXIDANTE", “BIOATIVOS”, “FRUTAS”, “PLANTAS ALIMENTÍCIAS NÃO CONVENCIONAIS”. FORAM UTILIZADOS ARTIGOS PUBLICADOS ENTRE 2000 E 2019. OS ESTUDOS DIRECIONADOS PARA A INVESTIGAÇÃO DO VALOR NUTRICIONAL DA PLANTA, BEM COMO SUA EFICÁCIA FRENTE AS DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS INDICAM QUE A ESPÉCIE PODE FORNECER IMPORTANTES QUANTIDADES DE VITAMINA A, TIAMINA, RIBOFLAVINA, VITAMINA C, CÁLCIO, MAGNÉSIO, POTÁSSIO, FÓSFORO, FERRO, SÓDIO, COBRE, ENXOFRE, CLORO, ÁCIDO NICOTÍNICO E OXÁLICO, ALÉM DE HAVER O RELATO DE SUA EFICIÊNCIA NO ENFRENTAMENTO DE FATORES DE RISCO COMUNS ASSOCIADOS À OBESIDADE / DIABETES TIPO II, ABERRAÇÕES METABÓLICAS E CÂNCER. ENTRETANTO, VALE A PENA RESSALTAR QUE A MAIORIA DOS ESTUDOS CONDUZIDOS NO SENTIDO DE INVESTIGAR A INTERVENÇÃO DA PLANTA CONTRA AS DOENÇAS CRÔNICAS, CONTEMPLOU MASSIVAMENTE APENAS ESTUDOS EM LINHAGENS CELULARES E EM MODELOS ANIMAIS, FAZENDO-SE NECESSÁRIA A EXECUÇÃO DE MODELOS HUMANOS PARA CONSTATAR AS EFICÁCIAS.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.