Resumo Trabalho

ESCOLA: RELATO DE JOVENS E ADULTOS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL

Autor(es): AMANDA CARLOU e orientado por ROSANA GLAT

O presente trabalho um recorte da tese de doutorado ainda em andamento e busca compreender as histrias de vida de pessoas com deficincia intelectual. Poucos so os estudos em nosso pas que partem da prpria vivncia das pessoas com deficincia. Em relao deficincia intelectual, foco deste trabalho, essa problemtica ainda maior. Alguns trabalhos cientficos que privilegiam a viso dos prprios sujeitos apontam a carncia de pesquisas que investiguem os efeitos da disseminao das polticas educacionais e sociais na ressignificao da identidade pessoal e vida cotidiana de pessoas com deficincia intelectual. Tal conhecimento imprescindvel para o desenvolvimento de programas que contribuam para que esses indivduos possam usufruir de uma melhor qualidade de vida, estabelecendo relaes pessoais mais equnimes e participando com maior autonomia nos diferentes espaos sociais. Assim, este trabalho tem como objetivo analisar a autopercepo de jovens e adultos com deficincia intelectual em relao a sua prpria escolaridade. Utilizando o mtodo da Histria de Vida, foram realizadas entrevistas abertas, autobiogrficas, com 15 jovens e adultos de ambos os sexos. As entrevistas foram gravadas em udio e depois transcritas e agrupadas por categorias. A metodologia histria de vida permite obter informaes na essncia subjetiva da vida de uma pessoa. A categoria escola emergiu com bastante frequncia no discurso dos entrevistados. Para efeito de anlise, essa categoria foi subdividida em escola comum e escola especializada. A entrevista iniciava com a nossa solicitao para que o sujeito falasse um pouco de sua vida, o que quisesse. A escola foi um dos primeiros temas abordados, sendo que a maioria dos participantes iniciaram o relato falando da escola especializada. As discusses aqui apresentadas so apenas o ponto inicial das reflexes que sero apresentadas ao final do trabalho de pesquisa. No entanto, mesmo que ainda muito preliminarmente, possvel afirmar que as histrias de vida de pessoas com deficincia intelectual so fontes riqussimas para se compreender o cenrio atual poltico e social da deficincia. O discurso dos sujeitos envolve a escola em diferentes momentos, permeando a vida dos estudantes mesmo em situaes que, em tese, deveriam ser da vida cotidiana, do convvio social. A histria de vida dessas pessoas est intimamente relacionada com suas vivncias na escola. Sendo assim, este estudo buscou compreender como estudantes com deficincia intelectual se percebem no espao educacional.

Veja o artigo completo: PDF