Resumo Trabalho

SEXUALIDADES E GÊNEROS NA ESCOLA: DE QUAIS SENTIDOS SE APROPRIA A PRÁTICA PEDAGÓGICA?

Autor(es): DENISE DA SILVA

Este texto resulta da sistematizao das minhas interlocues com os discentes na orientao dos estgios supervisionados do curso de licenciatura em Pedagogia da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, no perodo de 2014 a 2016. Na organizao das atividades do estgio so elencados os documentos (projeto pedaggico, planos de aula) e rotinas a serem observados e analisados no contexto da escola-campo, a partir de um roteiro de observao composto por quatro eixos: "gesto da escola", "infraestrutura", "relaes interpessoais" e "prticas pedaggicas". Os seminrios de integrao, construdos a partir dos eixos propostos, visam articular as observaes e registros das prticas na escola-campo e a formao para a docncia no curso de Pedagogia. Na discusso apresentada focalizo o eixo prticas pedaggicas cujo propsito debater o fazer docente em relao ao projeto pedaggico da escola, especificamente, no que tange ao trabalho com as sexualidades e gneros nos anos iniciais do Ensino Fundamental. Os apontamentos das anlises realizadas evidenciam que, no currculo da escola, tm exclusividade as possibilidades heterossexuais e cisgneras na construo das identidades de gnero e sexuais. Penso que as constataes deste trabalho podem fomentar discusses necessrias e urgentes sobre as formas como a escola tem se organizado para lidar com esse sujeito integral que perpassa os discursos pedaggicos atuais, sobremaneira, quando esto em pauta as identidades de gnero e sexuais que no se enquadram nos padres socialmente legitimados.

Veja o artigo completo: PDF