Resumo Trabalho

PRÁTICAS DOCENTES E EDUCAÇÃO DE SURDOS: UMA REFLEXÃO SOBRE SURDOS COM OUTRAS DEFICIÊNCIAS NO MUNICÍPIO DE JUIZ DE FORA - MG

Autor(es): GABRIEL PIGOZZO TANUS CHERP MARTINS

O cenrio educacional nos move, diariamente, em direo a desafios que, muitas vezes, no nos preparamos para tal e trabalhar com/na a surdez (rea do conhecimento) algo desafiador. Desafiador por que trabalhamos com lnguas diferentes dentro de um espao institucionalizado e poltico, desafiador por que envolve culturas diferentes, estratgias de ensino diferentes, avaliaes, prticas e um currculo diferente. O processo de escolarizao da criana surda extrapola os limites daquilo que o tradicional (tenta) nos moldar durante nosso processo de formao inicial. uma srie de fatores que fazem parte deste contexto: lngua, cultura, poltica, deficincia, diferena, famlia, escola, docncia e acesso. O presente texto busca discutir como se d a prtica docente, no municpio de Juiz de Fora, Minas Gerais, em relao ao processo de escolarizao das crianas surdas com outras deficincias. Entre as questes geradoras desta pesquisa esto, o acesso Lngua de Sinais (LS), o processo de alfabetizao e letramento na Lngua Portuguesa, o usufruto (ou no) de seus direitos entre outras. Os sujeitos desse estudo so surdos com Sndrome de Down, Paralisia Cerebral e Transtorno do Espectro Autista, que so enquadrados/estigmatizados pela Norma Surda. O que fazer para escapar desta normalizao da educao? Quais tipos de normas so pr-estabelecidas para estes sujeitos que frequentam estas instituies de ensino? O momento atual da educao de surdos um momento mpar. A cada dia o movimento ganha mais fora e as pessoas passam a compreender melhor como funciona o processo de educao formal deste sujeito surdo normatizado.

Veja o artigo completo: PDF