Resumo Trabalho

NOMADISMOS TECNOLÓGICOS? DISCUTINDO INCLUSÃO E EXCLUSÃO DIGITAL DE ESTUDANTES DE PEDAGOGIA

Autor(es): LUCIANA VELLOSO, MARIANA AZEVEDO VINAGRE, ERICA BRASILINA SILVA DE OLIVEIRA, ISABELLE PESSANHA BARROSO e orientado por LUCIANA VELLOSO

Este texto apresenta algumas consideraes acerca de pesquisa que desenvolve um trabalho junto aos alunos e alunas da Faculdade de Educao do Curso de Pedagogia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), na busca por compreender seus usos de recursos tecnolgicos, com destaque para as mdias digitais mveis. Com base na discusso terico-analtica do Paradigma das Mobilidades, elaborada por John Urry (2000, 2007, 2010), a pesquisa utiliza metodologias de cunho etnogrfico, lanando mo de observaes, registros em caderno de campo e questionrios. Consideramos elementos como as facilidades e dificuldades dos discentes para lidarem com os recursos tecnolgicos, as cobranas docentes e a relao com o currculo do curso, as diferentes formas de comunicao entre as turmas e como tais elementos repercutem em sua socializao universitria. A partir de interlocues feitas com referenciais como Bonilla e Pretto (2011), Castells (1999, 2003, 2008, 2012), Lemos e Felice (2014), Lvy (2007, 2008) apresentamos algumas consideraes sobre pesquisa que est se desenvolvendo, articulando o trip currculo, tecnologias, diferentes espaos de sociabilidades e influncias culturais, tentando compreender este espao de interseo que envolve os usos dos recursos tecnolgicos e da vida em rede. Estas relaes so observadas a partir do cotidiano de estudantes que ao mesmo tempo em que so includos a partir do momento em que esto conectados/as nestas redes digitais, tambm podem se sentir, nos termos de excludos do interior (BOURDIEU e CHAMPAGNE, 1998), da instituio, ao no dominarem os novos cdigos demandados pela mesma.

Veja o artigo completo: PDF