Resumo Trabalho

ESCOLA NOVA NO AMAZONAS: UMA HISTÓRIA PELOS IMPRESSOS EDUCACIONAIS

Autor(es): LUCIA REGINA DE AZEVEDO NICIDA, MARCOS ANDRÉ FERREIRA ESTÁCIO

A escola foi reivindicada nos sculos XVII e XVIII pela burguesia revolucionria a qual ascendia em meio decadncia do feudalismo, pautada pelos ideais educacionais de tendncia liberal. Tais ideais que acompanhavam o processo histrico de organizao da sociedade capitalista na eliminao dos remanescentes feudais, transformaram-se em razo do contexto revolucionrio do sculo XIX. Almejando consolidar e preservar as relaes sociais capitalistas que eram ameaadas e contestadas, a educao tornou-se conservadora, limitando o desenvolvimento individual aos valores e normas da sociedade de classes. Foi contra esse conservadorismo na educao que surgiu a Escola Nova, cuja funo seria fortalecer o indivduo, desenvolver suas aptides pessoais e lev-lo a adotar valores e virtudes sociais essencialmente necessrios nova dinmica social. A presente pesquisa objetivou problematizar os ideais da Escola Nova difundidos pela Revista de Educao da Sociedade Amazonense de Professores (SAP), no perodo de 1930 a 1932, no estado do Amazonas. A metodologia adotada neste estudo foi de natureza qualitativa e o tipo de pesquisa foi a documental. Partimos do entendimento da importncia dos peridicos, em especial os educacionais, pois esses impressos permitem estudar fatos e feitos, aparentemente irrelevantes do cotidiano, e tomando como objeto de estudo a Revista de Educao da SAP, compreende-se que o estudo de peridicos tem muito a nos revelar a respeito da dinmica de uma determinada sociedade, possibilitando-nos uma aproximao com o pensamento coletivo, os quais so, muitas vezes, omitidos dos registros e fontes tradicionais. A proposta de divulgao e propagao dos ideais da Escola Nova difundidos pela Revista de Educao da Sociedade Amazonense de Professores embora apontasse para a criao de condies mltiplas e diversas de ensino e aprendizagem e nesse sentido estivesse associada a uma ao pedaggica que possibilitasse ao aluno a busca do conhecimento com maior autonomia , identificamos que esse vir a ser pedaggico necessitava de tempo para a sua compreenso e assimilao. E na medida em que, dialeticamente, a realidade os mostrava a grande lacuna entre o terico e o concreto, a pacincia e a perseverana se tornaram elementos fundamentais naquele contexto. A anlise dos artigos apresentados na Revista de Educao da SAP levou-nos a conhecer que um grupo de professores e admiradores amazonenses aderiu e se incorporou na luta em defesa dos ideais escolanovistas defendidos pelos Pioneiros da Educao Nova. Essa adeso se deu por meio de aes que visavam propagar e implantar os fundamentos os quais favorecessem o embasamento terico dos professores que os adotariam em sua prtica pedaggica. Tambm se tornou evidente que as propostas de mudanas encontraram resistncias, a se notar a instabilidade do nmero de scios e contribuintes da SAP ao longo do perodo estudado, e que o processo de enfrentamento ocorreu por meio de movimentos intensos pela superao dos frequentes obstculos, sendo adotadas diferentes estratgias, tais como palestras, encontros, panfletos, encontros individuais de convencimento, eventos culturais.

Veja o artigo completo: PDF