Resumo Trabalho

E QUANDO ACABA A ESCALADA? ENCANTO E DESENCANTO POR MEDALHAS, POSTOS, E ALAMARES NO COLÉGIO MILITAR DO RIO DE JANEIRO

Autor(es): FÁBIO FACCHINETTI FREIRE

Este trabalho apresenta recorte de tese defendida em 2015, para a obteno do ttulo de doutor em Cincias Sociais. Investiguei, por meio de etnografia e seguindo a Teoria do Ator-Rede, a identidade contempornea dos alunos do Colgio Militar do Rio de Janeiro (CMRJ), especialmente em sua relao com o processo de subjetivao para o ethos militar. Considerei que o Exrcito lana mo de itens identitrios (suas fardas, linguagem especfica, tcnicas corporais, etc.) para, como dispositivos no sentido que Agamben amplia a partir de Foucault , reproduzir seus sujeitos. Entretanto, os alunos dos CM (dentre os quais o CMRJ o mais antigo) no so militares, porm, de certa forma, esto militares: eles se apropriam dos dispositivos, os releem e ressignificam, construindo estratgias de convivncia que permitem a diversidade existir na uniformidade, a inovao na tradio, o fugaz no perene. Este trabalho deu origem ao livro Estamos alunos: um estudo sobre a identidade contempornea dos alunos do Colgio Militar do Rio de Janeiro, publicado em 2017. O recorte aqui apresentado se atm a examinar os smbolos de mrito e distino (medalhas, postos e alamares) por meio dos quais o Exrcito estimula a competio entre os alunos o encantamento e o processo de arrefecimento dessa seduo, ao longo do tempo o desencantamento.

Veja o artigo completo: PDF