Resumo Trabalho

ESCOLARIZAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA): PROPOSTA DE TRABALHO DOCENTE COM INCLUSÃO DE JOVENS E ADULTOS SORO-POSITIVOS

RONNIE TENÓRIO DA FONSECA

Pensar o ensino de Jovens e Adultos (EJA) atrelado a motivação é essencial para a não desistência dos alunos. É preciso lançar propostas interdisciplinares a fim de que os docentes encontrem nas suas disciplinas, através de discussões, a metodologia ideal para realização da parte temática em sala de aula num aprendizado para jovens e adultos. O objetivo da aprendizagem sobre EJA é levar conhecimento atualizado aos docentes que irão trabalhar com este público, além de oportunizar o acesso ao saber científico com vistas à produção do conhecimento crítico e criativo, refletindo os desafios e possibilidades da prática pedagógica, visando transformações sociais. O Grupo de Apoio à Vida (GAV) é a primeira Organização Não Governamental criada em 1994 na Paraíba, voltada para pessoas portadores da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS em inglês) causada pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV em inglês), instituição de reconhecida utilidade pública municipal, pela lei nº 3.210/1995 e estadual pela lei nº 6.891/2000. Este artigo tem por objetivo apresentar proposta de trabalho docente a ser realizado com todos os assistidos do GAV que, voluntariamente, queiram participar da aprendizagem, utilizando para isto assuntos referentes a rotina de uma pessoa soro-positiva. Na valorização desse estudo é notório que sendo ele de uma riqueza que envolve vários temas relacionados na alfabetização de jovens e adultos, os docentes precisam se reciclar para atuar melhor em sala de aula com esta faixa etária. Nesta modalidade de ensino, que é complexa para o desenvolvimento da educação, a proposta é trabalhar a visão ampla e diferenciada em sala de aula.

Veja o artigo completo: PDF