Resumo Trabalho

MUSICALIZAÇÃO NA EDUCAÇÃO INFANTIL: INCLUSÃO, SOCIALIZAÇÃO E DESENVOLVIMENTO COGNITIVO/AFETIVO

LUCINEIDE SANTOS PEREIRA

Esta pesquisa foi desenvolvida no ano de 2017, em uma escola da rede municipal de Puxinanã, em colaboração com professoras da Educação Infantil. O trabalho tem o propósito apresentar a importância da musicalização no processo de socialização e desenvolvimento das crianças. Portanto, buscou-se discutir de que forma a musicalização pode contribuir para a interação entre as crianças nas turmas de Educação Infantil, fomentando reflexões sobre a relevância da musicalização no processo de desenvolvimento sócio-afetivo-cognitivo, pensando enfaticamente sobre as práticas pedagógicas voltadas para a musicalização. Deste modo os diálogos travados buscam embasar o conceito de que existem vantagens ao se alinhar os planejamentos diários de profissionais da educação com práticas que prezem pela ludicidade e que pensem no desenvolvimento integral das crianças. Foi possível perceber que além de desinibição, acolhimento dos infantis e criação de hábitos, a música funciona como instrumento mediador na compreensão das relações de afetividade e no trato das sensibilidades, atuando na formação e no desenvolvimento das crianças como cidadãs, capazes de enxergar possibilidades de convivência diante de quaisquer que sejam as suas limitações e as limitações do outro, de modo que a música seja aporte também de inclusão. Assim, temos que a escola é um espaço onde a interação social acontece, favorecendo o desenvolvimento integral das crianças, e é nesse campo fértil, aberto a novas experiências, que torna-se relevante o uso de atividades que ampliem a capacidade das crianças em pensar sobre si e sobre o outro, interagir e criar laços afetivos.

Veja o artigo completo: PDF