Resumo Trabalho

ADOLESCÊNCIA, DROGAS E A ESCOLA: UMA INTERVENÇÃO PSICOPEDAGÓGICA

MAYSA ISABELLE ALVES DE SOUZA

A Lei Brasileira considera crime a utilização de drogas lícitas ou ilícitas para menores de 18 anos. Contudo, atualmente, as taxas de jovens que já tiveram contato com drogas têm aumentado. Surge então a necessidade de projetos que tentem retirar ou prevenir essa situação, podendo ser assim realizado no contexto escolar. Este trabalho trata-se da elaboração de uma intervenção psicopedagógica em uma escola pública, situada na cidade de joão pessoa. Foram realizados quatro encontros, com atividades diferenciadas, trazendo as consequências da utilização de entorpecentes, como também um compartilhamento das situações vividas pelos alunos. Os resultados mostraram que os jovens são suscetíveis à esse contato devido a influência dos pares. Também notou-se que a partir de atividades lúdicas pode-se ter um maior contato social com aluno, gerando uma intervenção mais eficaz.

Veja o artigo completo: PDF