Resumo Trabalho

AS REDES SOCIAIS COMO ESPAÇO DE APRENDIZAGEM E DE SUBJETIVAÇÃO DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

LUCIANA APARECIDA DE MIRANDA

As redes sociais virtuais, sobretudo o Facebook, desde o seu surgimento têm ocupado um lugar significativo no cotidiano social para os mais diversos usos. Dentre esses usos, é importante destacar sua função enquanto espaço de sociabilidades e de divulgação de informações, ideias e conteúdos sobre os mais variados grupos sociais e temas. Nessa pesquisa, optou-se pela discussão e análise de duas comunidades do Facebook com propostas diferentes, destinados a aglutinar pessoas com deficiência ou que se interessem por temas ligados às deficiências. A primeira delas, a "Deficiente Ciente", que tem como objetivo principal levar informações sobre os direitos da pessoa com deficiência, e a "Namoro com deficientes", que, como o próprio nome sugere, tem como mote ser um espaço de encontros e de busca de relacionamentos para esses sujeitos. Nesta proposta, defende-se que essas duas comunidades do Facebook, de modos diferenciados, podem constituir-se como ambiente de instrução e aprendizagem, ao tratarem tanto dos direitos objetivos dos sujeitos, no primeiro caso, quanto na desconstrução de estereótipos sobre os relacionamentos amorosos/sexuais das pessoas com deficiência, no segundo caso. Assim, o texto parte da análise das potencialidades das redes como espaços de interlocução e traz uma explanação dessas páginas em específico. Para tanto, esse trabalho contou com a análise das propostas empreendidas pelos dois grupos e os possíveis reverberamentos para o público ao qual se destinam.

Veja o artigo completo: PDF