Resumo Trabalho

O ENSINO DE CIÊNCIAS E A EDUCAÇÃO INCLUSIVA: DESAFIOS E POTENCIALIDADES SEGUNDO O PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO E A VISÃO DOCENTE NO ENSINO DE CIÊNCIAS

LILIANI APARECIDA SERENO FONTES DE MEDEI

Atualmente, um dos maiores desafios da educação especial é a garantia da prática de uma educação especial inclusiva, tal como prevista e regulamentada por lei. É extremamente necessário que conforme promulgado pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação – LDB 9394/96, a educação especial seja realizada de forma efetiva através de ações, tais como a adaptação curricular e metodológica com técnicas e recursos específicos, a adaptação estrutural para receber os alunos de acordo com suas necessidades, e a oferta de uma educação onde o professor seja capacitado para atuar junto aos alunos com necessidades educacionais especiais na sala de aula regular. Toda e qualquer mudança na escola não deve ocorrer de forma aleatória, mas deve sim ser discutida, acordada e explicitada no Projeto Pedagógico através da prática de uma gestão democrática das decisões tomadas dentro do ambiente escolar. Neste contexto, o presente projeto buscou investigar o ensino de ciências e a educação inclusiva, com ênfase em seus desafios e potencialidades segundo o Projeto Político Pedagógico e a visão docente. Nossos resultados apontaram que, em relação ao corpo docente, a maioria leciona a mais de cinco anos e ainda não possuem formação específica na área, ainda que tenham interesse em formação continuada como forma de se capacitarem para otimizar o processo de ensino-aprendizagem para com seus alunos com NEEs. Os resultados trouxeram à tona uma inclusão sendo realizada de forma deturpada em significado, o que consequentemente, acrescenta mais carga de dificuldade àqueles que já possuem necessidades especiais para aprender.

Veja o artigo completo: PDF