Resumo Trabalho

LINGUAGEM E COGNIÇÃO NO PROCESSO DE AQUISIÇÃO DA L1 E L2

CORA MARIA FORTES DE OLIVEIRA

A construção de uma escola inclusiva em que os Gestores possam trilhar caminhos com respeito às diferenças; a necessidade de uma transformação imperiosa na esfera educacional, com uma relevância contemporânea, que assegure, dentro de um processo de inclusão social/escolar, uma Educação para Todos. Esta indagação tem como relevância científica conhecer as estruturas de como obter uma efetiva inclusão da pessoa de necessidades especificas no ensino e em sua vida cotidiana, favorecendo efetivamente a real inclusão da pessoa no ensino e na sociedade. É relevante para se entender o momento atual fazer um breve histórico da Educação de Surdos no Brasil, em que Mazotta (1995) nos remete ao passado com uma visão crítica, a partir de uma contextualização no cenário da educação especial no Brasil focalizando o Atendimento a Deficientes Auditivos e as concepções (CAPOVILLA, 2008) históricas sobre a surdez no Oralismo, na Comunicação Total e no Bilinguismo. Apresentar a Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS), segundo Quadros (2005) e Ferreira-Brito (1998), tem como objetivo oferecer informações sobre sua estrutura linguística, seu aspecto cognitivo e social, a fim de que o profissional da educação utilize esses conhecimentos adquiridos e compreenda a interferência da LIBRAS nos textos construídos por seus alunos surdos.

Veja o artigo completo: PDF