Resumo Trabalho

INCLUSÃO DE ESTUDANTES QUE APRESENTAM DEFICIÊNCIA NO CERES/UFRN: A PERCEPÇÃO DOS COORDENADORES DE CURSO DE GRADUAÇÃO

DANIELA CÁSSIA PEREIRA GONÇALVES

A presente pesquisa pretende investigar as ações desenvolvidas no Centro de Ensino Superior do Seridó/CERES/UFRN quanto ao processo de inclusão de estudantes que apresentam deficiência nos cursos de graduação, no que diz respeito ao ingresso e permanência desses nos campi de Currais Novos e Caicó. Neste, objetivamos apresentar a percepção dos coordenadores de curso de graduação quanto às orientações dadas por parte da coordenação aos professores e, principalmente, alunos que apresentam deficiência nos respectivos cursos que coordenam. Para isso, utilizamos a revisão dos documentos legais e da literatura que abordam a inclusão nos Institutos de Ensino Superior, análise dos documentos institucionais, e a entrevista semiestruturada envolvendo quatro coordenadores, sendo eles dos cursos de Letras Espanhol, Administração, Pedagogia, Física e Letras Português, com o antepenúltimo no campus de Caicó e os dois últimos no de campus de Currais Novos na modalidade EaD. Os dados preliminares da pesquisa apontam que não basta somente inserir fisicamente os estudantes, mas que são necessárias políticas educacionais que devem ser adotadas para formação social desses estudantes. Evidenciamos ainda que a UFRN dispõe de uma Comissão Permanente de Apoio a Estudantes com Necessidades Educacionais Especiais – CAENE, órgão que desenvolve ações que trazem melhorias na qualidade do ensino e aprendizagem dos alunos com Necessidades Educativas Especiais – NEE contribuindo para o fortalecimento nas práticas de inclusão na instituição.

Veja o artigo completo: PDF