Resumo Trabalho

A CONSTRUÇÃO DA CONSCIÊNCIA CORPORAL COM O USO DA DIDÁTICA MULTISSENSORIAL NA EDUCAÇÃO ESPECIAL COM DEFICIENTES VISUAIS

DÉBORA MARTINS LOPES

Para possibilitar a inclusão, a sociedade deve ser modificada compreendendo que é ela quem precisa ser capaz de atender as necessidades de seus membros. A educação inclusiva é uma das principais ações para a consolidação de uma efetiva inclusão do indivíduo na sociedade, já que reproduz a igualdade através da participação ativa de qualquer aluno em todas as atividades oferecidas dentro do ensino. Dentro desta perspectiva, o Projeto Bio.Tátil busca diminuir desigualdades, garantindo conhecimentos biológicos para alunos com deficiência visual através de elementos da didática multissensorial, como maquetes táteis, desenhos em auto relevo, paródias, jogos e experimentos gustativos. Os recursos utilizados são de confecção própria e criados com materiais de baixo custo. Em seu segundo ano, o projeto tem como eixo principal o estudo anatômico e fisiológico do corpo humano. Os dados iniciais apontam a eficácia da didática multissensorial com deficientes visuais, com destaque para o sentido do tato. Espera-se, com a continuidade do ano letivo, que todos sejam capazes de compreender melhor o próprio corpo bem quanto aos componentes que o constituem independentemente da idade e escolaridade, criando uma consciência corporal e promovendo a inclusão.

Veja o artigo completo: PDF