Resumo Trabalho

A FORMAÇÃO DOCENTE PARA A INCLUSÃO DE ALUNOS COM MÚLTIPLAS DEFICIÊNCIAS

GESSIVÂNIA DE MOURA BATISTA

A inclusão de alunos com múltiplas deficiências é um desafio para os profissionais da educação. Dentre os fatores que contribuem para que esta inclusão não se faça de forma adequada têm-se as lacunas na formação inicial dos docentes e a pouca oferta de formações continuadas que venham a instrumentalizar para a docência, por exemplo, a crianças com múltiplas deficiências. O objetivo do presente trabalho foi investigar a formação de professores para a docência de crianças com múltiplos comprometimentos, em especial a Síndrome Congênita do Vírus Zika (SCVZ). Participaram do estudo 42 professores da rede pública de ensino de uma escola localizada em município da Mata Norte de Pernambuco-Brasil. Utilizamos 01 questionário como instrumento de investigação. Os resultados obtidos apontam que: 95% dos profissionais não haviam participado de cursos, palestras ou formações dedicadas à docência de crianças com a SCVZ, 100% dos docentes afirmaram não haver instituições ofertando para a escola formações sobre a Síndrome, e 98% deles julgaram importante uma formação continuada em parceria com profissionais da saúde sobre as especificidades da SCVZ. Concluímos que, na escola onde a pesquisa foi desenvolvida, os profissionais não estão tendo acesso a informações relativas às estratégias didáticas a serem empregadas na docência à crianças com múltiplas deficiências, especialmente aquelas relacionadas à SCVZ. Destacamos que esse é um aspecto importante a ser considerado pelas instituições públicas dedicadas à Educação em Pernambuco, uma vez que estas crianças têm direito à educação pública de qualidade, assim como os professores merecem saber agir neste contexto educacional.

Veja o artigo completo: PDF