Resumo Trabalho

O PASSADO COMO EXPERIÊNCIA VIVA DO EU NO PRESENTE: OS DESAFIOS DA MEMÓRIA DIVIDIDA NOS ESCRITOS DE UM APENADO

CHARLES LAMARTINE DE SOUSA FREITAS

Este artigo ergue-se de um projeto de extensão intitulado Histórias de Vida em Música, Teatro e Desenho – vozes silenciadas este artigo intitula-se O passado como experiência viva do eu no presente: desafios da memória dividida nos escritos de apenados propõe uma leitura a partir dos textos escritos por quarenta apenados do regime semiaberto masculino de um Complexo Penal Estadual, com o objetivo de compreender os desejos, as escolhas e as oportunidades do passado repercutindo no presente. Utilizaremos como metodologia as interpretações das narrativas escritas na dimensão de sua reflexiva autoformativa. Aponta a visão de superação das barreiras enfrentadas no cotidiano das suas histórias de vida antes e no tempo da prisão como transformadores levando a oportunidade de ressocialização. As memórias e identidades do passado, marcadas em suas histórias de vida, registradas em seus textos escritos e refletivos em suas narrativas permitem considerar a pertinência do salto qualitativo para pelo caminho do exercício da dizer, falar, purgar e a relevância das histórias de vida como lugar de aprendizagens formativos.

Veja o artigo completo: PDF