Resumo Trabalho

PRÁTICAS INCLUSIVAS E INSERÇÃO SOCIAL COMO POLÍTICA PARA PROCESSOS FORMATIVOS EM CONTEXTOS LOCAIS NA PÓS-GRADUAÇÃO

CHARLES LAMARTINE DE SOUSA FREITAS

Este artigo nasce da experiência prática de uma professora em um programa de pós-graduação de uma universidade pública do Nordeste do Brasil. Intitulado Práticas Inclusivas e Inserção social como política para processos formativos em contextos locais na Pós-Graduação discute ações voltadas para a consolidação das políticas de inclusão no Mestrado em Educação a partir de sua prática. Objetiva a partir, desses diálogos práticos e ações de inserção e engajamento social, apresentar alguns das ações estratégicas para o fortalecimento das políticas de inclusão realizado no mestrado em educação no qual é docente permanente. Parte da seguinte questão: como uma professora do mestrado em educação tem desenvolvido ações acadêmicas com vistas à inserção social? Utilizaremos como metodologia as narrativas de uma professora docente titular do programa de mestrado em educação em suas atividades com os mestrandos sob sua orientação na perspectiva inclusiva e autoformativa. Despertou curiosidade, refletiu sobre nossa prática e ações políticas, o ensinar, o aprender sobre as ações estratégicas pertinentes para os avanços do referido programa que garantam a missão da universidade enquanto dimensão social. As narrativas da prática e as ações centradas com vista à inserção social pelo viés do exercício da narrativa de contar, falar, aguçar a escuta mostrou a relevância de exercitarmos o cotidiano dos espaços formativos na pós-graduação para próximo às políticas para o respeito aos princípios da diversidade humana e inclusão social.

Veja o artigo completo: PDF