Resumo Trabalho

AÇÕES PARA PERMANÊNCIA ESCOLAR NO INSTITUTO FEDERAL FLUMINENSE CAMPUS CAMPOS GUARUS

RHENA SCHULER DA SILVA ZACARIAS PAES

A Equipe Multidisciplinar da Coordenação de Atendimento ao Educando (CAE1) do campus Guarus trabalha com o princípio da educação para todos, considerando, primeiro, a singularidade de cada ser humano para aprender e, segundo, que a sala de aula é o principal lugar onde alunos e professores regularmente se encontram numa condição em que a educação no sentido formal é experimentada. A experiência em questão refere-se a um grupo de alunos em situação de quase reprovação ao final do ano letivo, após dois anos de acompanhamento, obteve aproximadamente 80% de aprovação. As competências e habilidades da equipe que mais ressaltaram na solução para este desafio foram: 1) a Escuta Sensível, ao iniciar cada novo encontro com cada estudante, a fim de fortalecer progressivamente uma empatia mútua entre os que estavam presentes; 2) a constituição de um Esquema Conceitual Referencial e Operativo por meio do “Café da CAE”, antes de seguirem para a aula, visando a formação de uma ou mais comunidades de aprendizagem; 3) o esclarecimento da regulamentação didática, pautado na ideia de que o conhecimento de seus direitos e deveres contribuem para sua autonomia como estudante; e 4) acompanhamento psicopedagógico, buscando um processo de aprendizagem mais efetivo e autônomo. Destacamos que o sucesso escolar aqui não é pensado apenas como a conclusão de um curso iniciado, mas também como descoberta de desejos mobilizadores para o estudo, como meio de reconhecimento e melhores condições de profissionalização. A permanência destes alunos “desesperançados” está ligada a uma vivência em que o respeito, a responsabilidade e a confiança compõem uma experiência de inclusividade (no sentido do bem estar dentro da sala de aula) e de credibilidade em si e na instituição.

Veja o artigo completo: PDF