Resumo Trabalho

AVALIAÇÃO NA ESCOLA INCLUSIVA: REFLEXÕES SOBRE O PROCESSO

FABRICIA ZANELATO BERTOLDE

Na atualidade a educação especial vem sendo abordada de forma intensa, a Declaração de Salamanca foi um dos documentos divulgados que abordavam as discussões sobre as pessoas com deficiência, transtorno global do desenvolvimento e altas habilidades/superdotação, pois a partir deles essas pessoas passaram a ser matriculadas e atendidas nas escolas da educação básica, pois se acredita que estas constituem meios capazes para combater a discriminação e auxiliar a todos a construir competências e condições de autonomia. Perante essa realidade é necessário criar espaços de reflexão com o intuito de garantir o direito à educação de qualidade aos estudantes com necessidades educacionais especiais, uma vez que a matricula já está garantida. Destarte, a avaliação tem um papel fundamental na vida escolar desses alunos, pois é através e a partir desse instrumento que os professores e alunos poderão refletir e avançar rumo à construção de competências e habilidades em busca da autonomia. Este trabalho foi concebido, por meio de uma pesquisa bibliográfica, considerando a contribuição de autores como Hadji, Hoffman, Luckesi, Bolsanello, Montoan, entre outros, com o objetivo de apresentar algumas reflexões acerca das funções da avalição para pessoas com necessidades educacionais especiais, de acordo com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional e as Diretrizes Nacionais para a Educação Especial na Educação Básica. Dessa forma, é necessário um preparo específico dos profissionais que atuam no âmbito escolar, assim como o adequado uso dos instrumentos e técnicas de avaliação, para que se faça perceber o indivíduo em sua singularidade.

Veja o artigo completo: PDF