Resumo Trabalho

PROCESSOS DE INCLUSÃO DE ESTUDANTES COM DEFICIÊNCIA NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO NO CAMPUS ACADÊMICO DO AGRESTE

VANNESSA REBECA SANTANA AQUILINO

Buscando melhor compreender sobre como se dão os processos de inclusão ao acesso do ensino superior, temos por objetivo geral deste artigo a investigação de tais processos de inclusão dos estudantes com deficiência no ensino superior, sob a justificativa que surgiu a partir das vivências de graduação com a temática e a aproximação através de palestras com o núcleo de inclusão presente no Campus – o NACE (Núcleo de Acessibilidade da UFPE) visibilizando quais são os mecanismos de inclusão oferecidos pela Universidade. Sendo essa pesquisa realizada de forma exploratória que surge da necessidade do pesquisador para o aprofundamento do conhecimento que possa gerar uma hipótese do estudo do caso, com coleta de dados do tipo de levantamento de forma quantitativa quais são esses processos de inclusão, sendo os sujeitos de pesquisas estudantes da Universidade Federal de Pernambuco, especificamente a interiorização no Campus Acadêmico do Agreste, localizado na cidade de Caruaru – PE. Portanto esse artigo se dividirá em três partes, na primeira parte falaremos sobre o conceito geral de deficiência, na segunda parte sobre o conceito geral de inclusão, focalizando no campo educacional, e a terceira parte apresentaremos os recursos e dados da inclusão presente no ensino superior, focalizando o Campus Acadêmico do Agreste. Consideramos que o protagonismo das pessoas com deficiência, é o que desde os primeiros estudos por nós realizados, corroboraram de forma efetiva para os processos de inclusão nos espaços educativos, cabe a nós como sociedade estar atento não apenas as suas necessidades, mas sua posição ativa na sociedade.

Veja o artigo completo: PDF