Resumo Trabalho

OS DIREITOS DA CRIANÇA NO CURRICULO ESCOLAR

LENILDA CORDEIRO DE MACEDO

A educação é um fenômeno social, portanto essencialmente humano, de natureza não natural, tem a ver com conceitos, ideias, valores, hábitos, atitudes, habilidades. Trata-se, portanto, da produção do conhecimento/ cultura. A palavra educação vem do latim educare, que significa alimentar – através da educação se alimenta o espírito. Este texto se constitui de um relato de experiencia relativo a um projeto de extensão, que está sendo realizado com professores do ensino fundamental e médio, os quais atuam em escolas públicas sobre a educação em direitos humanos, tendo como foco o Estatuto da Criança e do Adolescente no currículo escolar. A proposta é de uma formação continuada por um período de 1 ano, com encontros mensais. As ações de formação estão acontecendo na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio, Severino Barbosa Camelo, na cidade de Boqueirão, PB. Estão participando da formação 25 professores, que atuam no ensino fundamental, séries iniciais e finais, ensino médio e educação de jovens e adultos. A proposta metodológica é composta por de ciclos de debates. A partir das ações realizadas constatamos que os professores tem bastante interesse em refletir sobre a temática dos direitos humanos na escola e , alguns já tem discutido o Estatuto da Criança e do Adolescente com os Alunos, porém, são ações eventuais, que exigem uma maior reflexão por parte de todo o corpo docente da escola, tendo em vista a importância da formação continuada com foco no Estatuto da Criança e do Adolescente e a incorporação de seu conteúdo no currículo.

Veja o artigo completo: PDF