Resumo Trabalho

ALUNOS (D)EFICIENTES: UMA ABORDAGEM METODOLÓGICA INCLUSIVA ATRAVÉS DAS TECNOLOGIAS DIGITAIS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

CARLOS AUGUSTO BATISTA DE SENA

A permanência do aluno deficiente na escola encontra variados obstáculos, dentre estes pode-se citar a falta de professores qualificados, a escassez de recursos materiais, infraestrutura inadequada e uma política de inclusão que cumpra o regimento constitucional. Desse modo, o professor deve buscar alternativas pedagógicas capazes de garantir que a aprendizagem desse aluno seja contemplada de forma satisfatória, desenvolvendo estratégias de ensino baseadas, principalmente, no cotidiano desse aluno. Portanto as Tecnologias Digitais da Comunicação e Informação (TDICs), se configuram enquanto uma ferramenta com grande potencial de aprendizagem, uma vez que fazem parte do contexto social da maioria dos alunos e apresentam possibilidades de interações entre os diferentes tipos de alunos, trazendo benefícios para alunos deficientes ou não. A presente pesquisa de caráter bibliográfico exploratório tem por finalidade analisar como se dá o processo de ensino-aprendizagem a partir do uso de tais tecnologias, de modo que se enfatiza o uso dos dispositivos móveis e seus recursos disponíveis, sobretudo nas redes sociais como Facebook, Whatsapp e Instagram, onde se pode ter o desenvolvimento de metodologias inovadoras a partir de vídeos, áudios, fotos etc. Com isso, se torna relevante um repensar em adaptações para receber esse aluno com dificuldades de aprendizagem, elaborando-se aulas com aspecto interdisciplinar, em espaços não formais de educação, utilizando-se da música e da dança. Sendo assim, sabe-se que tais abordagens podem aprimorar as relações afetivas, de modo que todos os alunos são beneficiados por se familiarizarem com a cooperação, o trabalho em equipe, o respeito ao próximo e a cidadania.

Veja o artigo completo: PDF