Resumo Trabalho

ASPECTOS SÓCIO-EDUCACIONAIS DOS ACOLHIDOS PELO ESCRITÓRIO SOCIAL DO TJPB EM CAMPINA GRANDE

JOSÉ PEREIRA DA SILVA

Desde o ano de 2017 funciona no Tribunal de Justiça da Paraíba na comarca de Campina Grande o Escritório Social para encaminhamento, ressocialização e cidadania para os presos custodiados que são liberados após audiência de custódia. O referido setor funciona como campo de estágio com os (as) alunos (as) do Curso de Psicologia da Universidade Estadual da Paraíba – UEPB referente ao componente Estágio Básico II na área de Desenvolvimento Humano e Processos Educativos. A partir deste cenário, o estudo em tela objetivou apresentar o perfil dos custodiados que passaram pelo Escritório Social (semestres 2017.1 e 2017.2) considerando os aspectos sócio-educacionais. Com a construção deste perfil teremos condições de mapear as possibilidades de encaminhamento para a rede de ensino público da nossa cidade para a conclusão de etapas de escolarização pendentes. Os resultados mostraram que a maioria dos atendidos foi homens (91,8%) e a mulheres somaram 8,2%. Com relação à escolaridade deste público 3,6% são analfabetos, 56,4% têm o ensino fundamental incompleto, com o ensino fundamental completo são 5,5%, com o ensino médio incompleto os percentuais são 11,8% enquanto que 19,1% têm o ensino médio completo e, com relação ao ensino superior 1,8% têm o ensino superior incompleto e o mesmo percentual (1,8%) para os que têm o ensino superior completo. O trabalho do Escritório Social se reveste de importância ímpar neste cenário, pois o encaminhamento para a rede de ensino público pode garantir a ressocialização dessas pessoas e criar as condições para uma efetiva reinserção social.

Veja o artigo completo: PDF