Resumo Trabalho

A CONTAÇÃO DE HISTÓRIA COMO INSTRUMENTO INCLUSIVO: CONTAGEO E ADAPTAÇÃO DE LIVROS INFANTIS PARA DEFICIENTES VISUAIS

FRANCISCA NAILENE SOARES VIEIRA

Este trabalho objetiva relatar a experiência obtida na atuação como bolsista de extensão no projeto Contageo: Uma aventura às cegas. O projeto utilizou a contação de história adaptada como recurso inclusivo para o público infantil e infanto-juvenil. Trata-se de uma pesquisa qualitativa cujo procedimento metodológico consistiu num relato de experiência, o qual teve o processo de adaptação e criação de meios inclusivos do projeto já mencionado realizado em 5 etapas: A 1ª etapa consistiu na criação de histórias com uma personagem deficiente visual realizada pela professora Martha Milene; a 2ª na busca de um público alvo para realizar essa intervenção inclusiva e literária; a 3ª etapa consistiu nas leituras e reflexões da história selecionada; a 4ª etapa por sua vez, tratou-se da idealização de fantoches para a contação e a 5ª etapa tratou-se das práticas de contação. Com isso, intervimos indiretamente na sensibilidade das crianças a causas correspondentes a deficiência, bem como do meio ambiente. Portanto, a tarefa de educar e incluir é extremamente complexa e exige atuação de todas as partes, da família, escola, sociedade assim como do Estado.

Veja o artigo completo: PDF