Resumo Trabalho

A DEMANDA POR EDUCAÇÃO INFANTIL DO CAMPO: A PERSPECTIVA DAS FAMÍLIAS DE UM ASSENTAMENTO RURAL DO CARIRI PARAIBANO

WANESSA MACIEL FERREIRA DA SILVA

A presente pesquisa destaca a Educação Infantil do Campo como sendo aquela que está inserida num contexto de lutas, desafios e impasses. Conquistas legais caminham na direção da garantia do direito à educação das crianças pequenas residentes das áreas rurais do país. Oferta, qualidade da oferta e demanda, reconhecendo especificidades relativas à infância e à cultura destes sujeitos, são caminhos a serem trilhados na garantia desse direito. O objeto de estudo desse trabalho, que está em desenvolvimento no Mestrado Acadêmico em Educação da UFCG, tem como eixos fundamentais as crianças camponesas, seu direito à Educação Infantil e a perspectiva de suas famílias. Interessa-nos conhecer o que pensam as famílias dessas crianças sobre a oferta de Educação Infantil em seus próprios contextos. Este trabalho baseia-se nos estudos dos autores Leal e Ramos (2012), Silva e Pasuch (2010), Rosemberg e Artes (2012), dentre outros e também na análise de documentos primordiais para subsidiar o tema, tais como: Diretrizes Operacionais para a Educação Básica nas Escolas do Campo (2002), Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Infantil (2009), Parâmetros Básicos de Infra-Estrutura para Instituições de Educação Infantil (2006), dentre outros. Ainda estamos realizando uma pesquisa exploratória inicial numa escola do campo situada em um assentamento do cariri paraibano, no qual a demanda já está posta, e nossa pesquisa buscará compreender que elementos estão acionados e articulados nessa realidade para que essa demanda tenha se convertido em uma oferta da maneira em que aquelas famílias da comunidade pesquisada esperam.

Veja o artigo completo: PDF