Resumo Trabalho

CIDADES E COMUNIDADES SUSTENTAVEIS: ESTUDO SOBRE O NÚMERO DE MORTES, PESSOAS DESAPARECIDAS E PESSOAS DIRETAMENTE AFETADAS ATRIBUÍDAS A DESASTRES NATURAIS NO BRASIL

RAPHAEL LUCAS JACINTO ALMEIDA

Todos os anos, desastres naturais resultam em numerosos mortos, feridos, bem como em onerosas perdas econômicas. A literatura recente aponta para um incremento na freqüência e intensividade dos desastres naturais. O presente trabalho tem o objetivo de estudar sobre o número de mortes, pessoas desaparecidas e pessoas diretamente afetadas atribuídas a desastres naturais no Brasil, mostrando as regiões e os estados mais afetados, com dados dos últimos anos, segundos os dados do IBGE. A metodologia está baseada numa pesquisa bibliográfica e descritiva, onde para a coleta de dados foi utilizado o Sistema IBGE na Plataforma Digital de Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). As regiões Norte (estado do Amazonas) e Sul (estado do Rio Grande do Sul e Santa Catarina) apresentaram os maiores índices em decorrência dos altos volumes pluviométricos, no entanto a região Centro-oeste foi à de menor índice de mortalidade por desastres ambientais em especial o estado do Distrito Federal.

Veja o artigo completo: PDF