Resumo Trabalho

TECNOLOGIA ASSISTIVA DE BAIXO CUSTO COMO COLABORAÇÃO NA ALFABETIZAÇÃO DE ALUNOS COM BAIXA VISÃO

MARIA DE LOURDES LEITE PAIVA

Essa pesquisa foi realizada em uma Escola de Fortaleza teve como objetivos proporcionar a uma aluna com Deficiência Visual/Baixa Visão de iniciais M.E. de 9 anos do 4º ano, condições de melhorar o seu desenvolvimento no aspecto sócio-cognitivo, através do uso de Tecnologia Assistiva, e ocasionar estratégias de estímulos como colaboradores para sua alfabetização. O estudo foi realizado no período de fevereiro a dezembro de 2014, tendo continuidade no período de fevereiro a dezembro de 2015, com uma aluna do AEE da SRM. O Plano de AEE seguiu a linha de pensamento de SASSAKI (2005) e VYGOTSKY (1993). M.E. aluna do 4º ano “B” em 2014, numa escola municipal do Distrito Educacional I na cidade de Fortaleza. Daí a necessidade da aplicação das quatro dimensões de acessibilidade tais como; Atitudinal (professor), Comunicacional (língua), Instrumental (material, recursos pedagógicos e Tecnologia Assistiva e currículo) e Metodológica (forma de execução). Dessa forma decidiu-se favorecer a inclusão escolar com a colaboração da Tecnologia Assistiva de baixo custo, elaboradas e construídas para esse fim, onde propiciaram a alfabetização da referida aluna, nessa ótica conclui que os recursos pedagógicos de Tecnologia Assistiva de baixo custo são instrumentos fundamentais na alfabetização de pessoas com Deficiência Visual/Baixa Visão.

Veja o artigo completo: PDF