Resumo Trabalho

A INCLUSÃO NA REDE REGULAR DE ENSINO FUNDAMENTAL: UM OLHAR PARA A FORMAÇÃO DE PROFESSORES E O ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO (AEE).

MARLENE BARBOSA DE FREITAS REIS

O presente trabalho apresenta resultados decorrentes de uma pesquisa desenvolvida na Universidade Estadual de Goiás (UEG), Câmpus Inhumas, no período de 2016 e 2017. Trata-se de uma reflexão sobre as políticas públicas “para e na” diversidade, na perspectiva de verificar como ocorre a inclusão na rede regular do ensino público. Para tanto, consideramos relevante promover reflexões sobre a inclusão escolar abordando a formação de professores e a institucionalização das Salas de Recursos Multifuncionais e seu papel no âmbito do ensino regular público. Desse modo, a pesquisa tem como objeto de estudo, analisar o processo de inclusão do ensino fundamental da Secretaria Municipal de Educação de Inhumas. De forma específica, analisar a formação de professores, a fim de, identificar práticas pedagógicas que evidenciem a educação especial e inclusiva, tendo em vista a pluralidade presente no contexto escolar; em que medida a formação docente abarca e contribui para o processo de inclusão na rede regular; e identificar quais são as formas e as atividades desenvolvidas com os alunos que constituem o público-alvo da educação especial, nas Salas de Recursos Multifuncionais. Para fundamentar a pesquisa, utilizou-se de alguns autores que se abordam essa temática, como Reis (2006, 2013), Lima (2006), Carvalho (2005), Braun (2016), González (2002), Carneiro (2007), dentre outros. Os resultados da pesquisam apontam que, trabalhar dentro da perspectiva inclusiva, é pensar na e para a heterogeneidade, abordar dinâmicas e métodos diversificados, com o objetivo de abarcar as diferenças e viabilizar possibilidades de apropriação e construção do conhecimento.

Veja o artigo completo: PDF