Resumo Trabalho

PROGRAMA MAIS EDUCAÇÃO EM CAMPINA GRANDE/PB: CONTINUIDADE/DESCONTINUIDADE NA POLÍTICA DE EDUCAÇÃO INTEGRAL

MARIA VANDERLANIA FREITAS SAMPAIO

Esta pesquisa analisa a situação do Programa Mais Educação (PME), em Campina Grande/PB, enfatizando continuidades e descontinuidades ocorridas, a partir de 2015, alterando a política de educação integral no Ensino Fundamental no Brasil. O tema é considerado relevante, por se constituir em um “olhar” sobre uma organização curricular reconhecida como condição à qualidade da educação, que é a educação integral. A pesquisa é de natureza qualitativa, condizente com a análise documental, utilizando como recurso para coleta de dados entrevistas e questionários com quatro profissionais que atuam com o PME, que passou a ser Programa Novo Mais Educação (PNME). A análise teórica recorre à abordagem do ciclo de políticas, desenvolvido por Stephen J. Ball (apud MAINARDES, 2006; GANDIN; LIMA, 2012) e colaboradores, destacando os contextos de efeitos e resultados das políticas em associação com temas como justiça, igualdade e liberdade individual e social, bem como os impactos e interações dessas na diferentes realidades existentes nas sociedades. O campo empírico delineado é a cidade de Campina Grande/PB. O PME na cidade é coordenado pelo Estado, 3ª Gerência Regional de Educação da Paraíba, e pela Secretaria Municipal de Educação de Campina Grande/PB, das quais foram entrevistados dois profissionais. Participam, ainda, duas profissionais de escolas da cidade, sendo uma Escola Estadual, nas Malvinas, e uma Escola Municipal, no Presidente Médici. Concluiu-se que o PNME mantem condições precárias de funcionamento em termos de infraestrutura, não exigência de formação docente em nível superior e não remuneração; bem como retoma concepções mais conservadoras de educação e currículo.

Veja o artigo completo: PDF