Resumo Trabalho

A INCLUSÃO NO ENSINO DE FÍSICA COMO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM

ÂNGELA MARIA FREIRE DE AVELAR

No presente artigo iremos destacar a dificuldade enfrentada por professores do ensino de física em relação ao aumento significativo de alunos que apresentam algum especialidade (distúrbio/ou deficiência) no ensino básico regular dificultando o processo de aprendizagem do mesmo e influenciando no processo de aprendizagem da turma. Acreditamos que a inclusão no ensino de física, pode interferir positivamente ou negativamente no aprendizado da turma geral. Portanto, a visão deste artigo não é defender a implantação da educação inclusiva apenas quando houver preparação de todos os professores, mas obter uma aceitação desse alunos que apresenta especialidade no ensino regular por parte dos professores e dos demais alunos que compõem a turma. No entanto, este trabalho foi desenvolvido na Escola Benjamim Maranhão do município de Araruna-PB com os professores que ministram as aulas na componente curricular física, totalizando três professores colaboradores desta pesquisa. Buscamos refletir sobre as informações fornecidas pelos professores que participaram da pesquisa, tentando entender sobre os fatores inclusivo que ele utiliza para com os alunos que apresentam algum especialidade em sala de aula no processo de aprendizagem e as práticas educacionais em relação a inclusão ou exclusão nas aulas de física do ensino médio. A partir das análises dos dados coletados na pesquisa foi possível identificar que o ensino de física na escola estadual no município de Araruna-PB apesar de não obter estrutura e condições ideais para coloca-se em pratica o processo de inclusão na escola, os professores fazem possível diante das condições oferecidas para formular praticas inclusivas.

Veja o artigo completo: PDF