Resumo Trabalho

UMA VISÃO SOCIA-HISTÓRICA DA DEMOGRAFIA DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA VISUAL NO BRASIL.

HUMBERTO BETHOVEN PESSOA DE MELLO

Resumo: Para que possamos entender as motivações hodiernas de uma pessoa com deficiência no mundo atual se faz necessário a compreensão histórica, ou seja, onde tudo começou em seus espaços, culturais, sociais e econômicos nos berços das grandes civilizações orientais e ocidentais. São nestes espaços do mundo antigo a predominância do debate em torno da pessoa com deficiência seja, corpo/alma e corpo/mente. Embora o contexto histórico do mundo antigo houvesse pessoas com deficiência, seja ela sensorial, física ou mental foram deixadas várias contribuições culturais para humanidade a exemplo, o autor do poeta grego invisual Homero. Nesta perspectiva de luta da visibilidade social da pessoa com Deficiência Visual(DV), começa com abnegado Valentin Haüy intérprete do rei, decide em lutar pelos deficientes visuais, na educação e seu processo de inclusão social. O processo invenção do Sistema Braille para o mundo foi iniciado com jovem Louis Braille no Instituto Nacional dos Jovens Cegos em Paris ao observar a escrita fonética em relevo de oito pontos de Charles Barbier. A comunicação pela escrita, foi a liberdade de expressão para pessoa cega, assim, o Sistema Braille, passa a ser reconhecido com muita luta na nós países Europeus. O Brasil será o primeiro país do mundo a adotar o Sistema Braille com a criação em 1854, do Instituto Imperial dos Meninos Cegos, atualmente denominado de Instituto Benjamin Constant – IBC. Pretende-se nesta pesquisa bibliográfica demonstrar dados censitários da evolução dos deficientes visuais no Brasil do Império até República

Veja o artigo completo: PDF