Resumo Trabalho

PROPOSTA DE LEITURA DA OBRA LITERÁRIA INFANTIL “GUILHERME AUGUSTO ARAÚJO FERNANDES”

WANESSA MACIEL FERREIRA DA SILVA

No processo de leitura, a apropriação das práticas sociais de escrita se faz através dos textos literários, os quais, possibilitando a formação de sujeitos da linguagem e cumprindo relevante papel humanizador, devem estar presentes no cotidiano das instituições educativas. Para promover uma relação prazerosa e eficaz com o ato de ler, é necessário extrapolar a mera leitura do texto literário, contemplando o ensino da leitura e a ampliação do repertório cultural dos alunos. Nesse processo, insere-se a importância das narrativas compostas por imagens e textos, as narrativas mistas, cuja leitura competente requer ações formativas focadas na atribuição de sentidos à ambas as linguagens. Considerando isto, e com fundamento nos estudos de Ramos (2011), Lima (2008), Faria (2004), Fittipaldi (2008), entre outros, neste trabalho discutimos a relevância da leitura compartilhada de tais narrativas para a formação de leitores proficientes. Para tanto, apresentaremos, inicialmente, a caracterização e logo em seguida, uma sequência de leitura da narrativa infantil “Guilherme Augusto Araújo Fernandes”, de Mem Fox e Julie Vivas. Com ela, buscamos refletir sobre as contribuições do texto literário de qualidade para a formação de leitores proficientes, ressaltando os seus benefícios aos sujeitos no início do processo de formação leitora.

Veja o artigo completo: PDF