Resumo Trabalho

CONTAÇÃO DE HISTÓRIA INCLUSIVA, PROJETO “CONTAGEO: UMA AVENTURA ÀS CEGAS”

IANARA RAINE MARTINS MOTA

O referido trabalho realiza uma abordagem acerca da contação de história inclusiva voltada para o público infantil. Pois, no contexto atual é necessário discutir práticas inclusivas que perpassem modificações que vão desde a educação infantil até o ensino superior. Nessa perspectiva foi desenvolvido o projeto na Universidade Regional do Cariri (URCA) intitulado “CONTAGEO: Uma Aventura às Cegas”, que tem como objetivo apresentar uma visão diferenciada em relação à pessoa com deficiência, apresentando para eles uma história onde a personagem principal é cega. Uma libélula cega que faz uma viagem para conhecer os Geossítios da Região do Cariri. Quebrando a ideia de diferença, levando uma percepção de igualdade e de capacidade. Desenvolvendo através da contação de história, a importância da inclusão e entender as possibilidades de percepção e desenvolvimento de uma pessoa com deficiência visual e entender a necessidade de preservação dos Geossítios presentes na região. Para execução do projeto utilizamos os respectivos materiais: Datashow, notebook, gesso para a construção das réplicas de fósseis da libélula, vendas, tintas, água, pó xadrez, corante nas cores marrom e amarelo e pincéis. Na experiência inclusiva, tivemos momentos envolvendo a contação de história para os alunos do Ensino Fundamental, visando o desenvolvimento de práticas de inclusão e sensibilização. Os encontros aconteceram no Centro de Interpretação e Educação Ambiental (CIEA), localizado no parque de exposições Pedro Felício Cavalcante no município de Crato-CE. Com o projeto buscamos sensibilizar o público infantil, bem como a concepção de igualdade e a compreensão acerca das riquezas naturais locais.

Veja o artigo completo: PDF