Resumo Trabalho

EDUCAÇÃO MATEMÁTICA E INCLUSÃO: AUTISMO CONHECER PARA ASSISTIR

DAIANA ESTRELA FERREIRA BARBOSA

O presente estudo tem o objetivo de investigar o que um professor iniciante conhece sobre o Transtorno do Espectro Autista (TEA) e como ele procura desenvolver as atividades de matemática em sala de aula com dois alunos autistas. Partimos de uma breve fundamentação teórica sobre o processo de construção de uma educação inclusiva. Posteriormente apresentamos algumas considerações sobre TEA, em seguida, destacamos o ensino da matemática para alunos autistas. A metodologia utilizada é qualitativa de cunho descritivo. Os dados obtidos foram coletados através de entrevista semiestruturada realizada com um professor de matemática em fase inicial da carreira. Apresentamos os resultados e discussões, levando em consideração as respostas do professor, o referencial teórico adotado e nossas percepções acerca do tema. Em nosso estudo pudemos constatar que o professor tem conhecimento sobre o Transtorno do Espectro Autista (TEA), recebe apoio da escola e procura desenvolver atividades que facilitam a compreensão dos alunos. Uma realidade que não ocorre em todas as escolas, infelizmente. A falta de conhecimento sobre o autismo é muito comum ainda. Vale salientar que os alunos ainda sofrem com o isolamento e o bullying por parte de alguns colegas, sendo necessário maior intervenção da equipe escolar para acabar com essa prática. Esperamos que esta pesquisa auxilie os professores a refletir sobre o conhecimento que tem sobre o TEA e suas práticas pedagógicas com alunos autistas, que necessitam de um maior apoio para desenvolver as atividades.

Veja o artigo completo: PDF