Resumo Trabalho

CINEMA E INCLUSÃO: A PROMOÇÃO DE APRENDIZAGENS EM CONTEXTO DE TDICS

JOSÉ LUCIANO MARCULINO LEAL

O desenvolvimento das Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação (TDICs), presente cada vez mais na “modernidade recente” (MOITA LOPES, 2013), vem propiciando, de certa forma, a ampliação da capacidade intelectual e interacional do alunado, para além, de promover o ingresso, para a escola, de aspectos (de caráter tecnológico) tão presentes na rotina dos nossos alunos. Nesse sentido, defendemos a relevância da inserção de tais recursos no nicho escolar, de forma a otimizar o processo de ensino e aprendizagem. Dessa forma, esse trabalho tem o objetivo de acentuar as possibilidades e a relevância da utilização do cinema, enquanto TDCIS, como ferramenta didático-pedagógica, bem como refletir acerca da formação de professores numa perspectiva inclusiva frente aos novos avanços e mudanças educacionais, sobretudo, no que tange à mobilização didática do texto fílmico. Cabe destacarmos que esse trabalho trata-se de um recorte de nossa dissertação de mestrado. Desta feita, sob um novo ângulo – uma reflexão, especificamente, no que tange à necessidade da formação docente acerca da educação inclusiva, tendo como centralidade os fundamentos que amparam a inclusão de narrativas fílmicas no processo educacional. Para isso, assumimos como ferramental teórico autores como: Diniz (2003), Duarte (2002), Lucas (2008), Morran (2000), Napolitano (2009), dentre outros, que ressaltam a temática em destaque. Em se tratando dos resultados, por se tratar de um olhar teórico, as conclusões caminham para a necessidade do educador, numa proposta inclusiva, (re)conhecer a importância da formação específica com a linguagem fílmica e, assim, contribuir para a consolidação de uma educação, verdadeiramente, mais humana e baseada nos princípios de equidade e de atualização tecnológica.

Veja o artigo completo: PDF