Resumo Trabalho

MÍDIA E OPRESSÃO: A ARTE-EDUCAÇÃO E O AUTORRETRATO NO PROCESSO DE REUMANIZAÇÃO.

JEFFERSON VALENTIM

Este trabalho evidenciou uma análise da mídia televisiva como um aparelho ideológico de reprodução da elite social dominante no Brasil que, tem uma postura opressora à conduta e estética da mulher negra e relata uma oficina educomunicativa sobre a linha de expressão comunicativa através das artes, utilizando o método da espiral desenvolvido por Claudia Colagrande (2010) unido à pedagogia do oprimido de Paulo Freire (1981) para proporcionar as participantes expressarem o que sentem e refletirem sobre a construção midiática da mulher negra por meio da arte. A partir da observação das fotografias, diálogos e das falas feitas pelas participantes, foi possível perceber que o objetivo geral de proporcionar aos membros de expressarem o que sentem e refletirem sobre a construção midiática da mulher negra por meio da arte, foi alcançado. Por meio da metodologia da espiral elas puderam expressar o que sentiam de forma a usar linguagem não verbal da arte e posteriormente de forma dialógica realizar discussões críticas sobre a realidade social que elas coexistem, assim se indagando o porquê das posturas e normas impostas a elas.

Veja o artigo completo: PDF