Resumo Trabalho

PSICOLOGIA E EDUCAÇÃO INCLUSIVA: SENTIDOS PRODUZIDOS NO TRABALHO COM PESSOAS COM DEFICIÊNCIAS

HANMI CEDENO LIMA

Diferentes pesquisas colocam em destaque as condições de trabalho na Educação Especial. Algumas, ao tempo em que se referem ao alto nível de stress a que estão submetidos os profissionais desta área, apontam que os fatores estressores incidem sobre eles de formas diferentes: ora desestimulando, ora promovendo o engajamento na atividade. Tomamos a atitude social como fator influente na realidade da inclusão e nos motivamos a investigar sobre os sentidos produzidos no trabalho voltado à inclusão educacional de pessoas com deficiências. A categoria sentido, compreendida, como a expressão da relação subjetiva estabelecida pelo sujeito entre os significados sociais e as atividades humanas assume lugar central em nossas investigações e a partir dela nos propusemos a conhecer trajetórias de vidas profissionais de psicólogos vinculados às escolas especiais e/ou às redes municipal e estadual de Educação no município de Dourados/MS. Objetivamos compreender processos em que fatores de desgaste foram convertidos em limites e/ou em motivações para o engajamento na Educação Especial. Para tanto, enfocamos os processos formativos vividos por estes profissionais ao longo de sua qualificação e o exercício neste campo de atuação. A metodologia de pesquisa com histórias de vida norteou a recolha do material da investigação, enquanto a análise de conteúdo foi a estratégia para o tratamento dos dados - que foram lidos prioritariamente sob a perspectiva da Psicologia Histórico-Cultural.

Veja o artigo completo: PDF