Resumo Trabalho

EDUCAÇÃO INCLUSIVA E SUAS INTERFACES: CONTRIBUTOS DA POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DO IFPB

MYRIAM DE OLIVEIRA MELO MENDES

A educação inclusiva vem ocupando espaços importantes em prol da consolidação de diretos para pessoas com deficiência. Este artigo é resultante das experiências de servidores da Coordenação de Assistência Estudantil do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba - IFPB, Campus Campina Grande. O principal objetivo foi descrever os desafios enfrentados pelos discentes com deficiência na Instituição inseridos no Programa Moradia da Política de Assistência Estudantil do IFPB. Os dados foram coletados através de questionários/entrevistas semiestruturadas aplicados durante os Processos Seletivos para os Programas da Política de Assistência Estudantil no período de 2015 a 2018 e dos atendimentos realizados pela equipe multidisciplinar ao longo desse período. Foi utilizada a análise de conteúdo de Bardin para os aspectos qualitativos dos dados. A amostra foi composta majoritariamente por discentes com deficiência auditiva (66,7%), dos Cursos Técnicos Integrados ao Ensino Médio (66,8%). Foi possível perceber a importância dos programas de assistência estudantil no processo de inclusão dos estudantes com deficiência e a contribuição na permanência acadêmica desse público. Quanto as limitações, foi destacado a falta de formação dos docentes, das metodologias utilizadas e dos materiais didáticos, por vezes, não adaptados. A educação inclusiva continua sendo um grande desafio na garantia do pleno desenvolvimento dos direitos de pessoas com deficiência. Espera-se que este trabalho motive outras pesquisas na busca por esclarecimentos e na luta por direitos e dignidades de todos independente de suas limitações físicas, psíquicas, sociais ou de qualquer outra ordem.

Veja o artigo completo: PDF