Resumo Trabalho

INFLUENCIA DA IDADE NA MEMÓRIA E COGNIÇÃO DE IDOSOS FREQUENTADORES DE UM PROGRAMA DE EXERCÍCIO FÍSICO SUPERVISIONADO

Autor(es): BIANCA YUMIE ETO, GIOVANA GOMES DOS SANTOS, MARIA CAROLINA RODRIGUES SALINI, HELOISA BALOTARI VALENTE e orientado por LAÍS MANATA VANZELLA

Introdução: A população mundial herda a cada ano mais idosos, e com o processo de envelhecimento, diversas alterações são observadas, estando entre elas, aquelas relacionadas a memória e cognição. Assim, o presente estudo teve por objetivo analisar a influência da idade na memória e cognição de idosos frequentadores de um programa de exercício físico supervisionado. Metodologia: A amostra foi composta por 41 idosos participantes de um programa de exercício físico supervisionado, divididos em: G1=grupo abaixo e igual a mediana de idade (n=24); G2= grupo acima da mediana de idade (n=17). Os voluntários foram avaliados quanto a memória e cognição por meio do Mini Exame do Estado Mental (MEEM) e Fluência Verbal realizado com a sequência ‘’A’’ e ‘’P’’. Para a comparação entre os grupos G1 e G2, a normalidade dos dados foi testada pelo Shapiro-Wilk, e aplicado test t de Student para dados não pareados (distribuição normal) e o teste de Mann-Whitney (distribuição não-normal). Foram consideradas diferenças significantes quando o valor do “p” foi menor que 0,05. Resultados: Valores significativamente maiores para o teste, fluência verbal “P” (12,26±1,18 vs 8,06±1,06; p=0,00) e MEEM (28,26±0,42 vs 26,25±0,76; p=0,01) foram observados no grupo G1 em comparação com o grupo G2. Já para o teste de fluência verbal A (2,94±0,38 vs 2,56±0,45; p=0,30), diferenças estatisticamente significantes entre os grupos não foram observadas. Conclusão: Conclui-se que idosos ativos de maior faixa etária apresentam memória e cognição significativamente reduzida, quando comparado a idosos ativos de menor faixa etária.

Veja o artigo completo: PDF