Resumo Trabalho

TERAPIA DO RISO COM IDOSOS NO CENÁRIO HOSPITALAR: RELATO DE EXPERIÊNCIA

Autor(es): ANA LUÍSA FERNANDES VIEIRA MELO e orientado por IAPONIRA CORTEZ COSTA DE OLIVEIRA

A hospitalização para o idoso pode ser uma experiência traumática, uma vez que a sociedade brasileira impõe uma cultura onde o idoso é visto como uma sombra que não consegue agir normalmente, por possuir limitações que o impedem de trabalhar, divertir-se e até mesmo de relacionar-se. Trata-se de um relato de experiência com idosos no âmbito hospitalar a partir de intervenções lúdicas com risos e bom humor, realizadas através do Projeto de Pesquisa e Extensão Tiquinho de Alegria, em 2018. O Projeto de Pesquisa e Extensão Tiquinho de Alegria tem como proposta realizar intervenções no Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW) com ações de palhaçoterapia permeada de ferramentas lúdicas como a terapia do riso, arte e bom humor que, aliadas ao tratamento convencional proporcionam alegria e bem-estar aos idosos. As ações foram realizadas por alunos da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), os quais, caracterizados de palhaços, entravam em cena no ambiente hospitalar trazendo consigo alegria, sorrisos e principalmente empatia pelo próximo. A terapia do riso foi considerada de grande relevância para os idosos, acompanhantes e também os profissionais que se divertiram e encontraram um sentido para sorrir, aliviando todo o estresse imposto pelo tratamento e rotina do hospital. A figura do palhaço no universo hospitalar mostrou que é possível articular o cuidar com a alegria minimizando o efeito negativo do binômio hospital-doença. Além disso, foi uma experiência ímpar, enriquecedora e reflexiva para a futura vida profissional da discente.

Veja o artigo completo: PDF