Resumo Trabalho

ESTADO NUTRICIONAL E QUALIDADE DE VIDA DE CUIDADORAS DE IDOSOS

Autor(es): VILMAR DA CONCEIÇÃO OLIVEIRA FILHO, SELMA PETRA CHAVES SÁ e orientado por SELMA PETRA CHAVES SÁ

Introdução: Os cuidadores de idosos são pessoas que se dedicam a realizar o ato do cuidado em a sua extensão ao idoso, entretanto, a sua saúde precisa ser avaliada em diversos aspectos entre eles, o nutricional. Objetivo: relacionar o perfil antropométrico e de qualidade de vida das cuidadoras assistidas no Centro de Atenção à Saúde do Idoso e seus Cuidadores da UFF em Niterói/RJ. Metodologia: estudo transversal realizado entre fevereiro e junho de 2018, com o número de aprovação 2.386.997 no Comitê de Ética do Hospital Universitário Antônio Pedro/UFF). As medidas antropométricas foram aferidas e realizado cálculo do índice de massa corporal (IMC). Foi realizada bioimpedância tetrapolar (Biodynamics 450) para aferição do percentual de massa magra e massa gorda. Aplicou-se a escala de qualidade de vida SF-36 (capacidade funcional, aspectos físicos, dor, estado geral da saúde, vitalidade, aspectos sociais, aspectos emocionais e saúde mental) em 31 cuidadoras. Realizou-se o Teste de Mann-Whitney, com significância de 5%, utilizando o SPSS 22.0. Resultados: O IMC apresentou 29,0±5,0 kg/m², 67,7% caracterizado sobrepeso/obesidade, a circunferência abdominal teve 96,5±10,5 cm, e 93,5% apresentaram risco elevado/muito elevado. O percentual de massa gorda apresentou 32,3±6,5 kg, classificado de acordo com a idade como bom 29,0%, médio 25,8%, alto 19,4% e muito alto 25,8%. O estado nutricional associou-se estatisticamente com menor de capacidade funcional e estado geral da saúde. Conclusão: A adiposidade corporal foi associada com redução da qualidade de vida (QV), demonstrando a necessidade do acompanhamento nutricional objetivando melhorar o estado nutricional e a QV.

Veja o artigo completo: PDF