Resumo Trabalho

MULTIMORBIDADE E A PRESENÇA DE SINTOMAS DEPRESSIVOS EM IDOSOS COMUNITÁRIOS

Autor(es): LAÍS COAN FONTANELA, GABRIELE VIECELI SALVETTI e orientado por ANA LÚCIA DANIELEWICZ

OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi analisar a associação entre a presença de multimorbidade e sintomas depressivos em idosos comunitários residentes em municípios do sul de Santa Catarina. MÉTODOS: Trata-se de um estudo piloto, transversal, com seleção da amostra por conveniência. Foram incluídos idosos com 60 anos ou mais, e de ambos os sexos. A presença de multimorbidade foi analisada pelo autorrelato de pelo menos duas doenças crônicas (diabetes mellitus, osteoporose, artrite, hipertensão arterial sistêmica e dor na coluna) e os sintomas depressivos por meio da Escala de Depressão Geriátrica (GDS-15), com pontuação igual ou superior a 5 pontos. Foram realizadas análises descritivas e de associação pelo teste Qui-quadrado de Pearson, adotando-se significância de p≤ 0,05. RESULTADOS: Foram entrevistados 133 idosos, dos quais 60 (52,2%) apresentaram multimorbidade e 39 (40,2%) sintomas depressivos. Houve associação significativa (p=0,03) entre a presença de multimorbidade e sintomas depressivos em 19,7% dos idosos analisados. CONCLUSÃO: Concluiu-se que que 1 a cada 5 idosos apresentaram multimorbidade associada aos sintomas depressivos, sendo esta associação estatisticamente significativa.

Veja o artigo completo: PDF