Resumo Trabalho

METODOLOGIA PARA GESTÃO DO ABSENTEÍSMO EM INDÚSTRIAS DE BATERIAS CHUMBO-ÁCIDA

Autor(es): CRISTIANE ZOCATELLI RIBEIRO, RAFAELA PINHEIRO BARRETO , LEANDRO DA CONCEICAO, CARLA KAZUMI CARRASCOZA YOSHIDA NARITA e orientado por NOÉLLY CRISTINA HARRISON MERCER

Nanopartículas são partículas com tamanho inferior a 0,1 micrômetro, nessa escala, as propriedades e funções dos materiais não são as mesmas encontradas nos mesmos materiais em macroescala, por serem mais reativas, essas partículas podem resultar em riscos graves para as pessoas expostas. A capacidade para o trabalho e a saúde são aspectos fundamentais para o envelhecimento bem-sucedido; esse cuidado deve ser construído durante a vida profissional, dessa forma, evita-se que o ambiente de trabalho aumente a incidência de doenças e a probabilidade de deficiências funcionais. Em muitos setores industriais, principalmente as indústrias de produção de baterias de chumbo-ácido, há a emissão de particulados de diferentes tamanhos. Em uma avaliação em uma indústria paranaense produtora de baterias de chumbo-ácida foi identificada a presença de nanopartículas de chumbo no setor de fundição de grades, que variavam de 1,0 a 0,18 µm; nessa escala, essas partículas conseguem facilmente ultrapassar as proteções dos equipamentos individuais e coletivos e atingirem a pele, nariz e boca. Dentro do corpo, há uma alta probabilidade dessas partículas interagirem com células do sistema imune, desencadeando processos inflamatórios, supressão do sistema imunológico, aumentando a possibilidade de infecções ou até mesmo doenças autoimunes e câncer. Dessa forma, o objetivo dessa fase do trabalho é estabelecer uma metodologia para a gestão do absenteísmo dos trabalhadores, monitorando seus resultados toxicológicos e implementando sistemas de proteção.

Veja o artigo completo: PDF