Resumo Trabalho

CAPACIDADE FUNCIONAL EM IDOSOS: REVISÃO INTEGRATIVA BASEADA EM EVIDÊNCIAS DA ENFERMAGEM

Autor(es): ARTHUR ALEXANDRINO e orientado por MATHEUS FIGUEIREDO NOGUEIRA

O envelhecimento é um processo diretamente ligado à qualidade de vida. Com o aumento da expectativa de vida e outros fatores associados, a população idosa vem aumentando gradativamente. Esse aumento tem apontado vários desafios no âmbito da saúde, principalmente pela mudança no perfil epidemiológico, havendo aumento na prevalência das doenças crônicas não transmissíveis e vulnerabilizando a capacidade funcional (CF), limitando o usufruto de suas atividades de forma independente. Sobre as discussões relativas à CF em idosos, foram lançados os seguintes questionamentos: Quais contribuições de estudos sobre a capacidade funcional do idoso para a prática da enfermagem? Quais abordagens sobre a temática “capacidade funcional do idoso” publicado em periódicos online no período de 2012 – 2017? O objetivo dessa pesquisa é sumarizar a produção científica da enfermagem sobre a capacidade funcional em idosos; identificar as abordagens da enfermagem em publicações sobre a capacidade funcional do idoso; e investigar as contribuições de estudos sobre a capacidade funcional do idoso para a prática da enfermagem. Consta de revisão integrativa, de abordagem qualitativa, utilizando artigos de 2012 a 2017 encontrados na biblioteca virtual SciELO. Os resultados apontam que a enfermagem visa minimizar os riscos que os idosos estão expostos por meio do conhecimento acerca do seu nível de fragilidade, utilizando para isso, questionários/instrumentos para fazer uma avaliação multidimensional e identificar essas fragilidades para assim planejar e implementar ações de promoção da saúde e prevenção de déficits funcionais, visando a melhoria da qualidade de vida não só dos idosos como também dos cuidadores.

Veja o artigo completo: PDF