Resumo Trabalho

DOR E RISCO DE QUEDAS EM IDOSOS RESIDENTES DA COMUNIDADE

Autor(es): MAYARA MUNIZ PEIXOTO RODRIGUES, RAFAELLA FELIX SERAFIM VERAS, RENATA MAIA DE MEDEIROS FALCAO, VALKÊNIA ALVES SILVA e orientado por JACIRA DOS SANTOS OLIVEIRA

As doenças musculoesqueléticas integradas as modificações fisiológicas do próprio envelhecimento humano, aumentam o risco de quedas em idosos. O presente estudo teve por objetivo analisar a associação entre a dor ao movimento e o risco de quedas em pessoas idosas residentes da comunidade. Trata-se de uma pesquisa descritiva, de corte transversal e abordagem quantitativa desenvolvido num município da região nordeste do Brasil com amostra de 221 idosos. As variáveis foram analisadas por meio de frequências absolutas e percentuais; análise de associação entre a variável dependente e as demais independentes utilizando o teste qui-quadrado de Pearson com o nível de significância de 5%. Como resultado percebeu-se a correlação entre o relato de dor a movimentação e risco de quedas em idoso. O desenvolvimento de estudos que possam delinear as causas e consequências das quedas são importantes para o desenvolvimento de práticas preventivas.

Veja o artigo completo: PDF