Resumo Trabalho

SINTOMAS COMPORTAMENTAIS E PSICOLÓGICOS DA DEMÊNCIA (SCPD): PRÁTICA CLÍNICA E TERAPÊUTICA FARMACOLÓGICA DIRECIONADA AO IDOSO

Autor(es): GUSTAVO SCHELLE e orientado por MARCUS KIITI BORGES

Resumo: Os sintomas comportamentais e psicológicos da demência (SCPD) referem-se como um grupo de sintomas psiquiátricos e comportamentos que são perigosos, inconvenientes e afetam o cuidado individual em um determinado ambiente. Incluem-se os seguintes domínios relacionados aos sintomas: agitação, apatia, depressão, ansiedade, entre outros. O percentual varia conforme a classificação da doença de Alzheimer (Clinical Dementia Rating – CDR). Quanto maior o CDR, mais prevalente é o SCPD. Apesar das intervenções não farmacológicas serem a primeira opção a considerar, os antipsicóticos tem mostrado maior nível de evidência em relação à efetividade quanto ao manejo dos SCPD. No estudo relatado, pretende-se aplicar um instrumento denominado Questionário do Inventário Neuropsiquiátrico (Q-INP) que já foi validado para uso no Brasil. Com os dados coletados a partir de três meses após início do tratamento, tem-se avaliado, de forma retrospectiva, que as intervenções farmacológicas tem tido alguma efetividade no controle de sintomas (SCPD). Apesar de as intervenções não farmacológicas serem a primeira opção a considerar, alguns antipsicóticos têm mostrado maior efetividade quanto ao manejo dos SCPD mais graves, principalmente, nos casos de psicose ou agressividade tanto para o idoso, quanto para outras pessoas. O objetivo deste estudo foi: descrever a prática clínica quanto à avaliação e o manejo dos casos de alterações comportamentais e psicológicas em idosos com demência.

Veja o artigo completo: PDF