Resumo Trabalho

MORTALIDADE POR QUEDAS EM IDOSOS E AS POSSIBILIDADES DE PREVENÇÃO: UMA REVISÃO DE LITERATURA

Autor(es): LUZILENE MONTEIRO PEDROSA, MAGDA MICHELY BEZERRA DOS SANTOS e orientado por MARIA IZABEL DOS SANTOS NOGUEIRA

Introdução: No Brasil, o envelhecimento é uma tendência crescente e essa realidade evidencia os problemas que acometem os idosos, como as quedas e suas consequências. A queda causa perda da funcionalidade, institucionalização e aumento da morbidade, estando entre os principais motivos de hospitalização e causa de mortalidade em idosos. Objectivo: Identificar os principais fatores que causam mortalidade por quedas em idosos e as possibilidades de prevenção. Metodologia: Revisão integrativa, caracterizada pela análise de artigos científicos, completos, publicados no período de 2008 a 2018, nos idiomas: português e espanhol. Resultados/Discussão: Os principais fatores que causam mortalidade por quedas em idosos se substanciam em fatores intrínsecos como nos fatores extrínsecos, uma vez que ambos correlacionados contribuem para o ocasionamento de quedas e consequentemente, em muitas situações para casos de mortalidade de idosos. Conclusão: Os estudos indicaram a necessidade de ações para prevenção de quedas e mortalidade principalmente na faixa etária de 80 anos ou mais, com atuações voltadas para as condições ambientais, comportamentais, biológicos e socioeconômicos interrelacionados, sendo o ambiente domiciliar, o local mais frequente de quedas. As estratégias de prevenção devem contemplar a comunidade em que os idosos se inserem, com foco na educação em saúde, treinamento profissional, com criação de ambientes mais seguros e investindo em pesquisas voltadas para mensurar quedas em idosos, grupos populacionais de maior risco e as circunstâncias de ocorrências.

Veja o artigo completo: PDF