Resumo Trabalho

ESTIMULAÇÃO COGNITIVA APLICADA A PESSOAS IDOSAS

Autor(es): YARA DO ROCIO BONAT TREVISAN

O presente relato visa descrever uma proposta de Estimulação Cognitiva aplicada a um grupo de pessoas idosas no Centro Redentorista de Ação Social (C.E.R.A.S.) do Santuário do Perpétuo Socorro, situado na cidade de Curitiba, referente ao período de setembro de 2010 a agosto de 2018. Trata-se de um grupo aberto que, nesse período, foi formado por mulheres com média de idade de 75 anos. Os encontros acontecem nas quintas-feiras, das 14h às 15h30min. O objetivo principal da criação do grupo é oferecer à comunidade a oportunidade de se beneficiar de um recurso que visa promover a saúde mental e a qualidade de vida. A estimulação cognitiva é uma intervenção não farmacológica no enfrentamento de dificuldades na cognição, buscando prevenir, sanar ou amenizar as mesmas, conforme o grau de comprometimento do indivíduo. Almejando esses objetivos, são realizadas atividades diversificadas, com ênfase na utilização de recursos lúdicos e no desenvolvimento de projetos grupais, direcionados para a estimulação da atenção, percepção, memória, linguagem e funções executivas, habilidades importantes para a manutenção da independência e da autonomia da pessoa idosa. A avaliação do trabalho é continua, sendo realizada através de relatos orais e escritos das participantes, os quais evidenciam melhora na percepção de processos mentais e também em aspectos socioemocionais. Os resultados da experiência desenvolvida no C.E.R.A.S. reforçam a importância de o meio oferecer à população idosa intervenções que promovam a qualidade de vida e a inclusão social, evitando o isolamento e promovendo a saúde.

Veja o artigo completo: PDF