Resumo Trabalho

CORRELAÇÃO ENTRE A QUALIDADE DE VIDA E QUALIDADE DO SONO EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS DA REGIÃO SUL CATARINENSE

Autor(es): ROBSON PACHECO, RAIAN ALVES PACHECI, TAÍS JOAQUIM BARBARA , DANIELA DE CONTI e orientado por ROBSON PACHECO

O envelhecimento faz parte do processo natural e se caracteriza pela perda da capacidade de adaptação e menor expectativa de vida. Diversos fatores podem levar o idoso a passar pelo processo de institucionalização, desde cuidados com a saúde até mesmo alguma dificuldade familiar. Esta pesquisa teve como objetivo avaliar a Qualidade de Vida e do Sono em idosos institucionalizados na região Sul Catarinense. Foi aplicada o questionário WHOQOL-old e o Índice de Pittsburgh (PSQI). Participaram desta pesquisa 86 idosos, com media de idade de 77,69 anos. Quanto ao Questionário WHOQOL- old, a média de escore obtido foi de 81,69 e dentre as seis facetas, a “Autonomia” foi o item que obteve menor média. Como resultado do PSQI obteve-se como pontuação do Escore Geral a média de 8,58. Uma boa funcionalidade cognitiva é essencial ao idoso. A autonomia destes é de extrema importância, pois refere-se à competência dos mesmos em poder lidar e controlar suas próprias decisões. Uma qualidade do sono ruim afeta diretamente a vida destes. A falta de um sono de qualidade pode trazer ao idoso cansaço durante o dia, dificuldades de concentração, redução da velocidade da resposta, podendo interferir diretamente na qualidade de Vida.

Veja o artigo completo: PDF